Muito se fala em empatia hoje em dia, mas será mesmo que na pratica fazemos isso?

É fácil falar que vamos nos colocar no lugar do outro quando algo grandioso acontece, como por exemplo, alguma reportagem retratando algum assunto em especifico, porém, como fazemos isso no nosso dia dia? Será que conseguimos nos colocar no lugar um do outro dentro da nossa casa com os nossos familiares ou até mesmo no nosso local de trabalho com nossos colegas e chefes, na escola, na faculdade, na igreja, na academia, na rua?

O grande problema é que na maioria das vezes, nos queremos ser empáticos na frente dos outros, mas no fundo, quando estamos sozinhos ou quando precisamos resolver algo que meche com nossos sentimentos essa empatia passa bem longe.

Você deve estar se perguntando o motivo pela qual eu decidi escrever sobre isso…

A questão é que se colocar no lugar do outro requer muito mais esforço da nossa parte do que realmente parece. Essa semana eu vi um vídeo no Facebook de uma socialite falando da filha de um casal de famosos por ela ser negra e vi diversas pessoas mostrando apoio ao casal, a menina e a causa antirracismo. Poxa, isso é muito legal e importante pois esse tipo de coisa não pode ficar impune, e não estou falando isso pelo fato de eu ser negra e sim porque ninguém pode ser definido pela cor da sua pele, família, peso, status e etc, mas isso é assunto para outro post, mas o fato é que no nosso dia dia, muitas vezes agimos de forma semelhante a essa socialite.
Sim! Quando falamos de alguém pra outra pessoa sem pensar se o que estamos falando é verdade e de que forma irá atingir aquela pessoa, ou quando olhamos pra alguém na rua e sem conhecer falamos algo sem nos importar com o que aquela pessoa passou pra chegar até ali e o pior, quando falamos ou fazemos coisas sem pensar em como seria estar no lugar do outro…Pare e pense em quantas vezes por dia você fala coisas que não tem certeza ou que não irão agregar em nada pra você e nem pra ninguém ou nas coisas que você fala ou faz sem pensar? Como é estar no lugar do outro e ouvir o que você falou ou sentir o que você fez.

A empatia, é algo que deve ser exercitado por nós em todos os momentos e com qualquer pessoa, só assim, podemos ter seres humanos com amor e respeito e esse tipo de pessoa, como essa socialite que aparentemente a unica intenção é chamar a atenção, disseminar ódio, confusão  e tristeza se queima sozinha e por mais difícil que seja, devemos também nos colocar no lugar dela pra pelo menos tentar entender o porque alguém faz isso, contudo, independente de nos colocarmos no lugar um do outro devemos ter a consciência que a empatia não anula o fato de alguém responder pelos próprios erros e sofrer as consequências disso, (O que você planta, é o que você colhe) a questão aqui é sempre pensar que uma historia tem dois lados e de que forma estamos impactando a vida dos outros.

Uma coisa que aprendi é que a palavra nunca volta vazia, que gentileza gera gentileza, que o mundo dá voltas e que ele é extremamente pequeno.

Beijinhos ;*

Anúncios

One Reply to “Exercitando a EMPATIA.”

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: